Globalização                           Efeitos Positivos e Negativos    (por Afonso Lebreiro)

26-11-2016

  O fenómeno Globalização foi e é considerado por todos um grande passo para a humanidade. O fenómeno como o conhecemos, nasce após a 2º Guerra Mundial com a criação da ONU e diversas Organizações Regionais por todo o mundo (CEE e EFTA na Europa, NAFTA na América do Norte, MERCOSUR na América do Sul, UA em África...). A criação destas Organizações Regionais, trouxe consigo uma maior aproximação dos países em redor do Continente onde se encontram situados. A CEE ou mais recentemente EU, dentro das Organizações Regionais existentes, é a que se encontra numa fase mais avançada desde a introdução da moeda única (Euro), estando já muito próxima do conceito de Estado Federal.

 No cômputo global, podemos destacar inúmeros efeitos positivos decorrentes desta aproximação dos países, entre os quais: 
- a intensificação das relações bilaterais entre países e com isto a não existência de guerras entre países ocidentais;
- a maior facilidade de mobilidade das pessoas entre países por motivos de trabalho;
- o aumento do fluxo turístico;
- a maior e mais rápida transmissão de conhecimento nas mais diversas áreas, com destaque para a ciência e tecnologia através da maior facilidade de parcerias entre países e entidades;

  Negativamente destacam-se os seguintes pontos:
Segurança Social, a globalização trouxe consigo o envio de muitas unidades fabris de países ocidentais para países em vias de desenvolvimento como a China, Taiwan, Indonésia ou Bangladesh, com o pretexto destes países terem condições salariais inferiores... como consequência, houve um forte aumento das taxas de desemprego de muitos países e com isto uma grande sobrecarga dos Sistemas de Segurança Social de muitos países ocidentais.

- Mercados Financeiros, a Globalização significa que estamos ligados uns aos outros, que dependemos uns dos outros, esta realidade significa que não sendo possível todos os países estarem no mesmo estado de crescimento, vivendo realidades ambientais e económicas diferentes, existiram sempre sobressaltos. Todas as notícias menos positivas ou mesmo negativas, independentemente de poderem afectar mais ou menos economias, são retratadas nos mercados financeiros como se se tratasse de uma avalanche, arrastando todo o mercado financeiro, pois as expectativas que se criam, muitas vezes sem grande fundamento, levam a reações inesperadas por parte dos Mercados Financeiros. Esta volatilidade em redor dos mercados financeiros retira segurança aos pequenos investidores, que acabam por se refugiar em activos de menor volatilidade e de risco inferior, pois qualquer notícia acaba por ser pretexto para desvalorizar uma acção ou um índice.

- Soberania dos Países, com a Globalização os países perderam parte da sua soberania. Na Europa, a decisão de ter uma moeda única teve como efeito colateral um grande aumento do endividamento dos países como consequência do controlo de emissão de moeda ter passado dos bancos centrais de cada país para o BCE. Com isto, cada tomada de decisão por parte de um país, tem de ser avaliada em detalhe, pois pode ter efeitos colaterais na cotação da sua dívida pública e no juro a pagar em futuras emissões de dívida pública. Hoje qualquer Governo necessita de se promover/vender junto de Bancos de Investimento, investidores e agências de rating, hoje, cada país está subjugado à opinião destas entidades em cada decisão/posição que toma.